terça-feira, 20 de março de 2018

O VETERANO.... em Las Vegas


 
            Caros amigos da Pirataria Alada..💀

          Cá estamos "again" e agora, em nova fase. 

Depois que meu amigo Dr Eumi resolveu aquele problema antigo de tripla personalidade causada pela depressão social profunda...eu agora, um Veterano orgulhoso de todas as aventuras vividas resolvi pegar minha querida companheira (agora) aposentada Mulé e partirmos para um período de meditação profunda e descanso intenso com  viés de “lua de mel”.




Quando buscávamos uma alternativa geográfica que atendesse as nossas necessidades espirituais do momento ....heis  que então, nos surge um convite por parte de um amigo alado (que atende pelo nome de Dienes) para participarmos de um exposição aeronáutica internacional em .....Las Vegas  !!!!(a terra do demônio) ...como convidados oficiais da AIRBUS  
.
Ainda que sob efeito da surpresa do convite, pedi “um tempo” para uma resposta, já que nessa minha nova fase buscava a paz espiritual interna. Depois de meditar longamente (cerca de 5 minutos) e consultar minha querida companheira aposentada...decidimos:

“Sim... topamos ir para Las Vegas como convidados da AIRBUS ...podem preparar os crachás !!”

Tudo acertado resolvemos sobre as asas da COPA AIRLINES ir para a “terra do demônio” via Panamá para que a Mulé conhecesse o país do famoso canal que liga os grandes Oceanos Atlântico e Pacífico  , onde em 2002 o Pirata Alado fez uma histórica temporada nos tempos de aventuras, com direito ao maior deslocamento (na época) de um Colibri EC-120 ,do Guarujá ao Panamá. (mas isto é uma outra história ).

Com uma escala de 8 horas no Panamá City, alugamos um carro e tivemos tempo suficiente para descobrir um novo Paramá, muito mais desenvolvido que há 16 anos quando lá estive. É impressionante como um país pequeno da América Central  que anda de mãos dadas com nosso grande irmão do norte (um tal de USA) pode em 16 anos se transformar e manter sua moeda (o BALBOA) atrelado ao Dollar americano  (tal qual o plano Real fez e que  nos tirou da ciranda inflacionaria que vivíamos há algum tempo...bons tempos!)


Boquiabertos com o desenvolvimento panamenho embarcamos para Vegas la chegando a meia noite e sendo recebidos com a temperatura desértica noturna de 1°C...brrruuuuu!....isso não nos impediu de alugarmos um Camaro conversível amarelo(Camarelo) , como convém a qualquer casal que se proponha a fazer meditação profunda e descanso intenso na “terra do demônio” !
A bordo do “Camarelo” nos dirigimos para o primeiro , merecido, descanso no Stratosphere (nosso velho conhecido Hotel Casino de outros períodos meditativos).

 O dia seguinte amanheceu radiante com sol intenso e temperatura de 18°C (e subindo )o que nos levou a estação  do Mont Charleston com sua paisagem nevada no deserto. Local apropriado para uma sessão de fotos deslumbrantes em companhia do “Camarelo”.


       
Depois de algumas visitas pela maravilhosa Boulevar  Las Vegas chegou o dia da “HAI HELI-EXPO” exposição de todos os maiores fabricantes de helicópteros do mundo ,no Convention Center de Las Vegas, e direcionado ao publico privado executivo e/ou comercial (ou seja a unidade monetária dos negócios ali é : “Milhão de USDollar”

Visitamos todos stands , com atenção especial ao da AIRBUS (nossos anfitriões) onde podemos desfrutar entre outros do H160 (um dos mais modernos helicópteros do mundo). A companheira Mulé adorou! ( fiquei preocupado dela ser acusada, no nosso regresso ao Brasil, de contrabando de brindes aeronáuticos, tal a quantidade de canetinhas , bolsinhas, bonés , adesivos e outras bugigangas que ela colecionou durante a visita.). A verdade é que foi muito legal a Exposição e melhor ainda quando  fomos convidados para um coquetel show oferecido pela AIRBUS ,a noite no Country Club de Las Vegas  .

Tudo perfeito porque acabei encontrando com velhos companheiros de Marinha além de companheiros de OMNI como seu presidente Comt Coimbra e seu atual Diretor de Operações meu fraterno pupilo e amigo Comt Brasil. Poderia ter sido muito bom ... mas no final foi ...ÓTIMO !.Como o Coimbra disse (e Richard Bach confirma) “Nada acontece por acaso”


A vida na terra do demônio continuava ...demoníaca e assim sendo dedicamos um dia a,magnífica, Roda Gigante High Roller propondo reflexão nas alturas...acima do bem e do mal...A noite.. show LOVE do Cirque du Soleil  tematizado pelos Beatles !...simplesmente maravilhoso .Uma ópera acrobática sonorizada pela trilha romântica dos cabeludos de Liverpool...A plateia em geral grisalhada  e meio calva ,aplaudia e recordava os bons anos 60 e 70 embalados pelo som dos eternos Jonh , Paul,George e Ringo....isso sim é um momento de meditação profunda...


Nosso retiro espiritual se aproximava do final e para tanto , resolvemos fazer um passeio lúdico a Hoover Dan, hidroelétrica famosa incrustada no deserto de Mojave que represa o Rio Colorado criando um grade lago e paisagens deslumbrantes no deserto. Ao fazer uma rota alternativa acabei descobrindo que havia sido recém criado um Parque Nacional na região chamado de National Park Lake Mead. A Mulé aposentada , o Camarelo descapotado e esse meditativo VETERANO ficaram embasbacados a agradecidos pelas paisagens.

A noite de despedida só poderia ser na trepidante Fremont Street com sua cobertura de telão de Led com shows ao vivo e uma cerimônia para homenagear os jogadores de Rúgbi internacionais inclusive os famosos All Blacks da Nova Zelandia , aqueles gigantes de preto que fazem uma dança tribal intimidativa antes de qualquer partida com aquela bola oval onde os brutamontes por de meio de agarrões e trombadas lutam para coloca-la entre um varal gigante com os pés ou ultrapassar o final do campo com ela (a oval) nos braços e coloca-la no chão (coisa de gringo).

O que importa mesmo é que a missão foi totalmente cumprida....a meditação foi da profundidade do Grand Cannyon e o descanso foi na intensidade que só a terra do demônio oferece....

Como diz a Mulé aposentada : “ see you at next trip ...bye bye....”

Um agradecimento especial ao Pedro Souza da Helibras que se desdobrou para viabilizar as atividades ligadas a HAI HELI-EXPO e ao meu amigo alado Dienes e ao Rubinho por nos acolherem como representantes da UNIMES

A todos
Forte abraço do VETERANO
                                 👴

PS: aqueles que quiserem ver mais imagens dessa viagem clique no site abaixo:

https://photos.app.goo.gl/ipj9uwmpM25jpfff1

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Pirata....e o VETERANO


 Caros amigos da Pirataria Alada ...o meu cordial ...Olá !



Andei  afastado e meditativo, como convém (de vez em quando)... a um idoso . Sim idoso mesmo...como oficialmente todos acima de 60 são oficialmente chamados. Como até Pirata que é Pirata envelhece....o Pirata Alado ficou velho e as aventuras ficaram escassas ....mas ...(sempre existe um “mas”)...não há bem que sempre dure ...nem mal que nunca se acabe....e após o meu período meditativo de afastamento resolvi , a beira mar (mais conhecido como praia) reencontrar com meus antigos companheiros de jornadas aventureiras :





 o piloto sério de Offshore
         José Barreira
 ( aquele há algum tempo demitido) ,












            o milicão da Marinha
        Comandante Barreira
       (agora na inatividade)










e este Pirata Alado aposentado que vos fala 


. Na verdade um encontro de velhinhos unidos pelo mar cheio de histórias para contar.


Nos encontramos numa barraca na praia Boqueirão em Santos próxima ao Canal 4. A alegria do reencontro começou festiva , em que pese as ausências das caras metades de cada um : a Dona Maria do Carmo companheira do piloto sério de Offshore, a Pi , primeira dama do HA-1 , companheira do milicão da Marinha e a Sereia Alada minha cara metade.



O papo rolou frouxo mas.. pairava um certo tom amargo entre nós ... tipo decepção com as coisas da vida atual ...com a sociedade mais preocupada com o consumismo e a ostentação, do que com valores morais, ou fatos  e acontecimentos mais reais que virtuais.
O José Barreira do offshore confessou ter entrado num período de depressão social por ter parado de voar após a demissão...o Comandante Barreira milicão também aceitou estar com o mesmo tipo de depressão após ter sido agraciado oficialmente pela Capitania de Santos com o Distintivo Naval de “CMG INATIVO”. Eu, ouvindo aqueles lamentos depressivos, cheguei a conclusão que sofria do mesmo mal que meus amigos inseparáveis : ”depressão social aguda “ causada pela minha aposentadoria das aventuras piratescas aladas em função , principalmente , pela idade (quase) avançada.

Nesse momento ,  após algumas Buds consumidas ,o sol se pondo no horizonte perfeito do mar , o som das ondas quebrando e a agua salgada molhando nossos pés na maré alta.....que num momento de revolta piratesca gritei :
 “ NÃO...Não vamos nos entregar ao marasmo e a mesmice !!... vamos nos tratar !!”
Com o espanto do barman da barraca que nos servia mais Buds e com o olhar arregalado dos meus amigos alados....decretei :
“Vamos reagir e procurar o Dr Eumi !”
O Dr Eumi é um antigo conhecido especialista em Pirataria Geral, formado pela renomada U.A.L. (Universal Academy of Life). Ele é capaz de resolver qualquer problema  de Direito, Engenharia , Botânica, Zoologia, Administração, Negócios, Arquitetura, Desing, Ensino, Corretagem em geral de Seguros ou Imobiliária, Religião, Relações Humanas (amorosas ou não)...entre outras ....mas a sua especialidade mesmo é na área de Saúde  Geral....mais precisamente na área de Psicologia. Assim sendo, partimos céleres para o consultório de Dr Eumi que atende num quartinho de material de limpeza no Estacionamento e Lava Rápido Mar Auto Park ( o melhor da Baixada Santista ) aqui mesmo no Boqueirão.



Chegando lá , qual não foi a nossa surpresa ao encontrarmos o Marcelo (proprietário do estabelecimento) acompanhado de nossas três companheiras : A Maria do Carmo. A Pi ...e até a Sereia...apreensivas mas ao mesmo tempo ,... confortadas  pelo Marcelo....
Confesso que não entendi bem a situação... mas deixa pra lá... o nosso problema naquele momento era outro...era a consulta com o Dr Eumi. Entramos no quartinho da consulta e fechamos a porta. Afinal problemas  de Pirataria devem ficar limitados somente a seres afins, sem o conhecimento da imprensa e do publico em geral (ainda mais no Boqueirão onde todo mundo toma conta da vida de todo mundo).
Em 10 minutos expusemos a nossas mazelas e depressões e o veredito , ou resultado dos exames realizados pela análise do Dr Eumi  como sempre ,veio de imediato !:
“Voces estão sofrendo de um problema de depressão social profunda causada pela  velhice congênita agravada pelo problema de” tripla” personalidade qualificada que vos acompanha há algum tempo evidenciada ultimamente pela total falta do que fazer acompanhada da medicação errada....as Buds em doses excessivas . Assim sendo vocês abandonem definitivamente as expressões : “ piloto de offshore DEMITIDO” , “ milico INATIVO” e principalmente “ pirata APOSENTADO”. Daqui por diante vocês serão um só : “ O VETERANO” !....e ponham-se ... daqui pra fora ! e vão viver a vida....Ah!.. e não se esqueçam ....abandonem a fidelidade a Budweiser...cerveja é cerveja ...tomem qualquer uma ...mas todos os dias pelo menos ... uma latinha.

Felizes  nos abraçamos....e dissemos em uníssono :

                                 “ O Dr Eumi é o cara!!!”



...abrimos a porta e saímos para a vida...e qual não foi a surpresa ...de encontrar...uma senhora quase idosa...linda ... charmosa...elegante...(e cá entre nós e que ninguém nos ouça ... gostosa)que reconheci como a minha eterna e fiel companheira  Mulé , sentadinha ali num banquinho, que olhou com olhar meigo e disse suavemente :

Oi Zé...ja estava ficando aflita...voce demorou mais de 10 minutos com o Dr Eumi...ele não demora mais que 5 minutos para dar uma solução”

Ouvi um pássaro solitário cantando em cima do muro ... reparei  que um mamão enorme pendia solitário de um mamoeiro que nasceu espontaneamente no jardim das begônias... vi o Bomba (gerente do Estacionamento) finalizando um carro recém lavado e tudo aquilo me pareceu muito familiar e agradável....e até o Marcelo (proprietário do estacionamento) me cumprimentou e disse que já estava indo embora , me deu boa noite pegou sua moto e se foi com naturalidade...  a noite chegou de leve ...ouvi o o ruído familiar de um helicóptero que sobrevoou o estacionamento  na final pra pouso no heliponto do Mendes e instintivamente desejei  bom pouso aquele piloto desconhecido na sua labuta alada com ou sem aventura,... sem sentir nem um pingo de inveja...
Foi aí que percebi que estava curado....

Meus queridos Amigos Alados : ...milicão...piloto sério de offshore...e principalmente pirata...tenham vida longa ..(na verdade ..PIRATAS nunca morrem...vivem para sempre no imaginário de todos aventureiros...).

FUIiiiii................

Um forte e fraterno abraço....
do amigo ...

 o VETERANO


domingo, 3 de janeiro de 2016

Pirata...e O Tratado de Tordesilhas



Amigos da pirataria alada meu cordial...
   Olá !       

Voce, por acaso, sabe quem traçou a Linha do famoso Tratado de Tordesilhas ,assinado em junho de 1494 entre os ( poderosos na época)Reinos de Portugal e Espanha, onde de comum acordo aceitavam que as terras descobertas aquém da linha a 370 léguas a oeste de Cabo Verde.....pertenceriam a Portugal  e alem, a Espanha??  Não?...eu também não sabia , mas voce vai saber ...

 

É por causa deste Tratado que hoje nós, brasileiros, falamos português e os nossos  “hermanitos  cucarachos sul e centro americanos “ falam espanhol. A culpa disso foi do cara que traçou a linha e separou a America ...portanto  desfrute desse momento cultural da pirataria alada...

Hoje este aposentado pirata que vos fala desfruta do sol , do mar e do delicioso vento da paradisíaca Paracuru no litoral cearense. Estou aqui a convite do meu bom amigo José Barreira , aquele piloto sério de Off shore que está cumprindo sua quinzena natalina e aproveitei para lhe fazer  companhia .
                
Paracuru
.................... é uma cidadezinha agradável com uma orla recortada por belas praias com alguns barzinhos normalmente tocados por pescadores e frequentado por turistas nacionais e estrangeiros atraídos pela beleza das praias, assim como por surfistas e kite surfistas atraídos pelas ondas e ventos fortes  constantes.

   
Enquanto meu sério amigo piloto de off shore cumpre suas funções profissionais , a bordo do seu “ovo alado” entre plataformas de petróleo e a base da Petrobras , eu desfruto a adoração solar local afagado pela brisa marinha curtindo um Tom Clancy e me refrescando com uma Bud geladíssima. E foi nessa dura atividade nordestina que me surpreendi com a chegada de meu outro grande amigo ,o Comandante Barreira , aquele milicão carrancudo ,Aviador Naval da reserva da Marinha.
Após os efusivos e fraternos cumprimentos ofereci um tradicional brinde a moda dos “linces” do bravo HA 1 que meu amigo comandou nos idos de 1998.Ele apareceu por aqui sozinho porque sua bela Maria do Carmo foi passar o Natal com familiares em Minas Gerais e acabou aceitando um convite, do nosso amigo piloto sério de offshore que para variar estaria trabalhando, para curtirmos um Natal nordestino .Entre um papo e outro  reparei que ele estava vestindo uma camiseta que fazia referencia a Operação Tordesilhas 1994 a bordo da Fragata Constituição.

A camiseta me chamou a atenção por dois motivos: O primeiro, por fazer referencia a Fragata Constituição. Foi nela que meu bom amigo Comandante Barreira me apresentou a Sereia  Alada  numa das festas a bordo há muitos anos...mas isso é uma outra história. O outro detalhe da camiseta do meu amigo milicão retirado foi o fato da camiseta fazer referência a 1994 , ou seja 21 anos atrás o que me levou a considerar a idade da camiseta e ainda em bom estado de conservação (novinha em folha).Por esse motivo brinquei com meu amigo:
-” Pô comandante essa camiseta foi tirada do fundo do baú...heim !!”

Meu amigo com um certo ar de orgulho e olhar distante respondeu:

- “É verdade Pirata...tirei do fundo do baú de gratas recordações que me são caras... essa camiseta está sendo usada pela primeira vez em 31 anos”

Diante da minha admiração ,ele sem perguntar nada, começou a contar a seguinte história :

-“ Em 1994 eu era um jovem e garboso Capitão de Corveta, Comandante de SAH 11 Lynx do Primeiro  Esquadrão de Helicópteros de Esclarecimento e Ataque, o HA 1,quando recebemos ( eu e o Tenente Bitencourt , meu copila na época ) a  missão de embarcar na Fragata Constituição que navegava com destino a Tenerife, arquipélago espanhol ao largo da costa africana no Oceano Atlântico. Lá aportaríamos no porto da Ilha de Las Palmas para nos reunirmos a Fragata Vasco da Gama , portuguesa ,e as Fragatas Infanta Cristina e Infanta Helena , espanholas , para constituirmos um Grupo Tarefa para um exercício Naval em comemoração aos 500 anos do Tratado de Tordesilhas.

O exercício Naval consistia em atravessar o Atlântico em formatura aproveitando para estreitar os laços históricos de amizade que unem os três países  , alem de aprimorar nossas táticas navais. Chegaríamos no dia.22 de junho., data da assinatura do Tratado de Tordesilhas num ponto da,fatídica, 370 léguas a oeste de Cabo Verde ....onde encontraríamos com outro Grupo Tarefa constituído por navios venezuelanos , argentinos e uruguaios onde formaríamos  duas colunas , uma comanda pelo navio português seguido pela Fragata brasileira, a leste do paralelo e outra coluna comandada por uma das fragatas espanhola , seguida por venezuelanos , argentinos e uruguaios a oeste do paralelo. Nesse momento seria executada a cerimônia de comemoração dos 500 anos de assinatura do Tratado que seria registrado por vários jornalistas dos vários países participantes.

A cerimônia entre outras atividades consistia na demarcação física da linha do Tratado no mar , uma vez que segundo o historiador que estava a bordo , naquela época(1494), oficialmente ainda não existiam terras naquela parte do planeta e assim , a linha era apenas imaginária.
A cerimônia começou . Navios formados  em colunas, cada qual no seu lado do paralelo. Jornalistas  prontos com suas potentes maquinas fotográficas  para registrarem o momento histórico , e foi nesse momento que recebi a ordem para decolar e cumprir a minha missão.

O Lynx da Fragata Constituição era o único helicóptero a bordo do Grupo Tarefa Tordesilhas e assim recebeu a missão de decolar e a baixa altitude (voando a 50 pes em baixa velocidade ) voar entre as duas colunas de navios e sobre, exatamente, a linha do paralelo ......despejar continuamente um filete de produto colorido que servia de marcador de mar para salvatagem....marcando assim , fisicamente, a LINHA do TRATADO de TORDESILHAS, 500 anos após sua assinatura.Cumprimos fielmente a missão atribuída, sob aplausos e gritos de” viva” ,de todas as tripulações formadas alem das varias autoridades civis convidadas, ao som de salvas de tiros festivos dos canhões de cada navio. Esse feito finalmente ficou registrado no dia seguinte em jornais de todos os países envolvidos com o tratado, eternizando assim o fato històrico :

 Quem  traçou a LINHA do TRATADO de TORDESILHAS foi a tripulação do Lynx brasileiro comandado pelo Capitão de Corveta Barreira, da Aviação Naval do Brasil em 1994”

Ao encerrar a história, meu amigo milicão estava com olhos marejados ( e eu , pirata amigo..orgulhoso).O silencio do momento foi quebrado pelo brinde oferecido pelo nosso amigo Jose Barreira, piloto sério de offshore , que havia chegado depois dos seus voos e veio se juntar a nós

-” Ao tratado de Tordesilhas que permitiu que o Pelé fosse brasileiro...e que o Maradona fosse argentino”
-“ Saude !!! TIM...  tim”
Brindamos em uníssono !

-” Ao nosso amigo milicão comandante Barreira que permitiu que fossemos ... brasileiros...kkk!”

TIM....TIM !!

Esse foi o Natal em Paracuru onde os tres personagens alados curtiram suas histórias na solidão familiar imposta pela atividade exercida dignamente pelo meu amigo , piloto sério de offshore
Tudo teria sido mais um belo encontro se não fosse a surpresa preparada pela empresa de Taxi Aéreo de  Offshore ao meu sério amigo José Barreira que recebeu um papel que dizia :

" Pelo presente o notificamos que não mais serão utilizados os seus serviços pela nossa empresa !"

Assim terminou o ano de 2015...Que venha 2016...uma página foi virada...nessa grande Aventura da Vida...que só termina quando acaba...

A todos nascidos a leste da linha do Tratado de Tordesilhas...um ótimo 2016 .!!!

Ao  Offshore...desejo que os próximos anos sejam de mais profissionalismo e menos hipocresia ...

Um forte abraço .. do Pirata

domingo, 12 de abril de 2015

Pirata.....e a caçada aérea ao DOURADO

Caros amigos da Pirataria Alada 


 meu cordial....Olá !

Hoje estou  em Macaé, a” Meca” do Petróleo Nacional e incorporando o perfil de Piloto Sério de Offshore cumprindo um alerta noturno e relembrando os bons momentos de pirataria do bem de tempos passados. Dessa forma recordei momentos vividos na brava Nau Arpoadora nos idos de 2005






 A Nau ARPOADORA era um belo projeto australiano de catamarâ que foi modificado e construído pelo estaleiro nacional PROBOAT com propulsão hidrojato que permitia uma velocidade de 32 nós

 Por vários motivos, técnicos em 2005 foi decido mudar o sistema propulsor de hidrojato para um mais convencional de eixos e hélices que acabou sendo realizado nas instalações da PROBOAT na Verolme em Angra dos Reis.




Depois de realizada a obra de transformação fomos fazer testes de mar acompanhados pela Nau Flor do Cabo, companheira inseparável da Arpoadora nas atividades de caça submarina.Não posso deixar de mencionar que o bravo “Sea Colibri” comandado por este , bom e velho (mais bom que velho..ou vice-versa)pirata alado que vos fala também fazia parte desse GT (grupo tarefa) dedicado preferencialmente a caça de seres subaquáticos.




Dito isso...,estávamos na baia de ilha Grande  próximo a Angra dos Reis,eu com

o Sea Colibri prateado, o Pirata Assis no comando da Nau Arpoadora, o bravo pirata Junior  fiel escudeiro no comando da Nau Flor do Cabo e principalmente o Beto caçador de peixe, mais conhecido como CHEFE (de todos nós)



O dia tinha amanhecido ensolarado na enseada da praia de Araçatiba, depois de uma noite de chuva torrencial, o que prenunciava um belo dia de navegação e testes de máquinas.Assim levantamos ferro e saímos para os testes do dia
Ao final do café da manhã o CHEFE me chamou ao passadiço e declarou:

- “ Pirata hoje a noite vamos comer um DOURADO grelhado que VOCÊ vai encontrar !”

Depois dessa declaração, confesso que fiquei meio que perplexo já que “pescador” não é uma das minhas ,poucas, habilidades .Meio confuso e constrangido perguntei :

- “O senhor tem alguma ideia  de como é que EU vou encontrar esse DOURADO ??”

Foi então que o CHEFE me expôs o plano dele:

-“ Voce vai decolar com o Sea Colibri com autonomia de umas 2 horas de voo. Como choveu muito  na ultima noite , o aguaceiro vai provocar algumas avalanches de mato das montanhas ao redor da baia de ilha Grande. Nessas avalanches , é comum descerem alguns “camalotes de vegetação” que ficam boiando na superfície do mar. Os DOURADOS adoram as raízes dessas vegetações e veem até próximo da superfície para se alimentarem delas. Nesse momento se expõem aos raios solares que são refletidos pelas características das suas escamas tornado-as de fácil visualização do alto.....e aí voce voando vai vê-los ...marcar a posição GPS e informar a Arpodora por rádio. ....eu então embarco na Flor do Cabo que é rápida...venho para a posição.. mergulho e mato o peixe ....simples !!!  “

-“SIMPLES !!!!” .........concordei incrédulo !!

Missão dada é missão cumprida!....fiquei imaginando...e passei a execução.Mandei preparar e abastecer o Sea Colibri, preparei um plano de busca de quadrado crescente baseado nos antigos conhecimentos de esclarecimento e ataque dos bons tempos de” Lince Pirata”(segundo meu bom amigo e grande marinheiro Almirante de Esquadra Ilques) 

(Para melhor visualização do GT recomendo acessar o site seguro :)

https://www.youtube.com/watch?v=RqJpqtgu47U


.. e decolei mantendo 200 pés na parte da tarde buscando uma incidência solar na superfície do mar que me favorecesse a visualização dos reflexos dos DOURADOS...que viriam se alimentar nos “camalotes” .. (segundo a experiência do CHEFE).Nesse momento, a bem da verdade, já começava a duvidar da “sanidade” do CHEFE.Afinal procurar peixe de helicóptero, não me parecia algo .....realizável...por qualquer ser... com um mínimo de normalidade....mas .....




Depois de uns 30 minutos de voo e já na quarta ou quinta pernada do meu quadrado crescente visualizei algo que poderia ser um “camalote” . Interrompi o plano de busca , baixei para 100 pés, diminui a velocidade e me aproximei do alvo buscando o melhor posicionamento solar.Realizei um voo estacionário e fui gradativamente diminuindo a altura da superfície marítima até o limite seguro de uns 30 pés, setado no radar altímetro. Fiquei na posição com  olhar fixo tentado me acostumar a claridade dos reflexos solares, até que um deles me pareceu diferente.Não era o reflexo comum do sol na superfície. Parecia que vinha do fundo.Demorei a acreditar que era um peixe  mas para minha .. enorme surpresa... pude identificar !!! .. Era um DOURADO !!... e de bom tamanho.Rapidamente e sob efeito de uma grande excitação (no bom sentido que fique bem claro)...marquei a posição no meu eficiente GPS Bendix King KMD 150....apertei a tecla PTT no cíclico e transmiti :

-“ Arpoadora...Arpoadora.. aqui Colibri....alvo na ´posição  Latitude Sul 23 graus 06 minutos 21 segundos........Longitude...oeste 044 graus 20 minutos 32 segundos....aguardo instruções”

A resposta veio imediata como se todos aguardassem essa transmissão:

-“ Colibri...recebido ...mantenha posição...caçador se dirigindo para a cena de ação !”

Pensei cá com meus botões : -“ Isso não é pescaria... é uma ação de comandos em guerra”. Me senti feliz com esse pensamento





Alguns poucos segundos se passaram e reparei o bigode branco no mar causado pela aproximação em velocidade da Flor do Cabo. Ao chegar mais próximo diminuiu a velocidade se aproximando só na inércia. Ato seguinte o CHEFE se jogou ao mar de costas já equipado de óculos de mergulho acoplado ao snorquel , cinto de pesos e ....O ARPÃO ! ( a arma fatal do DOURADO). O CHEFE mergulhou...e depois de uns dois minutos voltou a superfície. Voltou a mergulhar e mais uns dois minutos voltou a superfície... e desta feita fez um sinal de positivo para a Flor do Cabo. Eu e o Colibri já havíamos nos afastado para não atrapalhar as ações...mas deu para ver quando puxou o cabo do arpão que havia sido disparado submerso e agora era recolhido ....com um belo DOURADO espetado e transpassado a “meia nau”!
Nosso jantar estava garantido....com um DOURADO que EU achei !!!



No regresso para pouso na Arpoadora...fiquei pensando o quanto me sentia privilegiado por fazer parte dessa equipe do Beto Caçador de  Peixe. O cara é muito fera e técnico nessa atividade de caçar peixe ( e em muitas outras como pude testemunhar nos anos seguintes)
Naquela noite todos reunidos nos deliciamos com DOURADO grelhado que EU tinha encontrado e contribuído para que fosse caçado.. e brindamos com uma cerveja que o CHEFE tinha ... fabricado ...kkk...um dia perfeito na Pirataria Alada ....


TIM ...TIM....Saúde


Até a próxima......